01 setembro 2011

Entrevistas NOVÍSSIMOS 2011 ____ Pedro Meyer (RJ)

1- Na sua opinião, por que jovens artistas ainda têm interesse em participar de salões?

Os salões são oportunidades para o artista mostrar sua produção, iniciar um caminho no circuito, trocar com outras pessoas, experimentar a linguagem, e, às vezes, ser remunerado por isso. Como a arte é socialmente construída, esse reconhecimento coletivo é fundamental. Um estímulo para ir além.


2- Qual a importância para você em colaborar com um projeto como Novíssimos? O que isso agrega (ou agregaria) para sua formação e para sua trajetória artística?

O Novíssimos é um projeto com uma dimensão histórica e um espaço importante na construção da cena artística no Rio de Janeiro. Estar participando dele é uma forma de exercer publicamente o meu próprio tempo e linguagem.


3- Como ficou sabendo das inscrições? Já conhecia o Salão ou a Galeria Ibeu?

Através da internet. Sim, já conhecia o Salão e a Galeria. Venho acompanhando suas atividades e mudanças.


4- De que modo o(s) trabalho(s) exposto(s) na Galeria pode(m) ser compreendido(s) em relação a sua produção, vista em conjunto?

Os trabalhos expostos fazem parte de uma série na qual sou influenciado pela performance através da pintura. Isso ocorre de uma maneira nova para mim. Além disso, essa relação é intermediada pela fotografia, algo que já venho aprofundando.


5- Poderia falar um pouco sobre seu processo investigativo?

Experimento livremente o mundo como arte. Não consigo afirmar uma linha divisória clara entre vida e processo artístico. Gosto de me sentir em uma completa imersão. A pesquisa muitas vezes se materializa em objetos construídos, mas ela também se manifesta em palavras e no relacionamento com os outros. Tenho um interesse especial pela imagem e seus discursos. Esse desejo se manifesta de muitas maneiras: em um enfrentamento direto e misterioso do espaço, na articulação do pensamento artístico, na tentativa de subverter algumas coisas do nosso mundo cão, no encontro de imagens estranhamente sedutoras.