24 setembro 2009

2009 | Jefferson Svoboda - Lendária Face


Jefferson Svoboda - Lendária Face
(17 de setembro a 09 de outubro de 2009)

Jefferson Svoboda apresenta a exposição Lendária Face, composta por aproximadamente 16 telas em tinta óleo, acrílica e têmpera, produzidas em 2008 e 2009, de diferentes dimensões, cuja temática são rostos. O destaque da exposição é uma enorme tela, de 165 x 330cm, feita em pastel seco e têmpera. A diversidade de cores está presente nas telas de Jefferson Svoboda. E é nesse encontro das cores que a figura humana se revela, já que o ser humano é foco constante de sua pesquisa. Para Jefferson Svoboda, mais importante que a representação das faces são os conflitos internos e externos que emergem na sua construção e a tentativa de apaziguar essas tensões.

Jefferson Svoboda começou a desenvolver o seu trabalho a partir dos anos 80, passando pela figuração e depois estabelecendo a cor e a abstração geométrica como elementos dominantes, se alinhando a uma pintura onde a cor e a relação espaço-tempo se configuram como essência.

Para a crítica de arte Mirian de Carvalho:
“Entre diversidades técnicas, o visitante encontra imagens que ressurgem em vários momentos do trabalho de Jefferson Svoboda. Enraizando-se em instâncias míticas, há na arte de Jefferson uma recorrência de imagens imiscuídas nas cores e nos diversos materiais trabalhados pelo artista. Nesse conjunto de peças ora reunidas, ressurge um rosto enigmático e contemplativo. Esse rosto é um. E vários. Fragmento de um todo que não se totaliza, esse rosto nos “vê” com olhos de lonjura e proximidade. Ele nos envolve no entrelace do arcaísmo e do momento hodierno das coisas que se transformam ao fluxo do poético. Entre transformações e memória, esse rosto se insere no intimismo dos lugares imaginários que emergem nos trabalhos do artista. Atentos aos desígnios da lendária face em errância na arte de Jefferson, vivenciamos percursos das coisas da vida que se perde e se recria a todo instante. Vivenciamos a matéria como potência em desvelamento. Porque na arte e na vida nada se revela por completo”.

Nascido em Curitiba, Jefferson Svoboda mora e trabalha no Rio há 28 anos, onde mantém ateliê desde 1986. Foi o primeiro artista brasileiro a participar do festival de artes Master Class em São Petersburgo, Rússia, em 2000. As exposições individuais mais recentes aconteceram no Museu Alfredo Andersen (Curitiba, 2009) e Centro Cultural dos Correios (Rio de Janeiro, 2006).



FOTOS INAUGURAÇÃO