24 novembro 2009

2009 | Ana Luísa Flores - Diário Traçado


Ana Luísa Flores apresenta a sua 1ª individual, intitulada Diário traçado, composta por 16 desenhos em pequeno formato (16,5 x 24cm) e 4 horizontais (24 x 100cm); 9 litografias e 8 gravuras em metal, todos de 2009. A artista utiliza o papel como suporte em todos os trabalhos, justificando a sua afinidade com o caráter gráfico da produção, onde o desenho é a ferramenta mais adequada: “Os meus referenciais de criação são normalmente objetos recolhidos de acordo com um critério gráfico, selecionados entre todo tipo de referências corriqueiras. Posteriormente, passo a combiná-los e agregá-los ao suporte, em sintaxes espaciais atemporais, gerando assim espaços simultâneos. Procuro promover uma promiscuidade de matéria sígnica, criando novas relações de expressão visual”, diz a artista.

Ivair Reinaldim, crítico de arte e membro da Comissão Cultural do Ibeu, diz no texto de apresentação da exposição de Ana Luísa Flores: “Na presente mostra, Ana Luísa Flores compartilha conosco parte de seus trabalhos produzidos no ano de 2009. Podemos vê-los como páginas de um diário aberto, fragmentado, imagens-impressões da artista em relação a seu entorno e a suas referências, próximas ou distantes; a aparente trivialidade das coisas transformada em potente universo poético. Ao nos aproximarmos desses pequenos formatos, somos atraídos por seu caráter gráfico, pelo dinamismo das linhas, pela justaposição/sobreposição de formas-signos, pela riqueza de detalhes que comportam sem que nos cansemos de suas relações. Nesse processo, vamos pouco a pouco tomando consciência desse diálogo íntimo da artista com a multiplicidade de imagens que cria e/ou se apropria. Diário traçado, pois traço é marca sobre o papel (ou matriz), registro de uma eleição estética, trajeto para o olhar de quem observa (seja o cotidiano ou a obra). A artista nos fala da urgência em transformar o dado sensível em traço; nós, da necessidade de imersão demorada na intimidade desse diário compartilhado”.

Ana Luísa Flores tem 26 anos, é natural de Volta Redonda e é aluna de Gravura da Escola de Belas Artes da UFRJ. Este ano ficou em 2º lugar no Prêmio EDP Energias na Arte, promovido pelo Instituto Tomie Ohtake (São Paulo), ganhando uma viagem-prêmio para Nova York, pelo programa Dynamic Encounters.

ANA LUÍSA FLORES diário traçado / Abertura: 26 de novembro de 2009 (quinta-feira), às 20h / Exposição: de 27 de novembro a 18 de dezembro de 2009 / Horário de visitação: de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h