07 janeiro 2013

As legendas não descrevem o lugar onde termina o horizonte dos seus olhos




A exposição As legendas não descrevem o lugar onde termina o horizonte dos seus olhos, de Jimson Vilela, é o resultado de uma proposição investigativa sobre a migração da palavra “Copacabana”. Jimson fez o caminho inverso ao da migração da palavra saindo da cidade do Rio de Janeiro até a cidade de Copacabana na Bolívia, neste percurso realizou anotações e projetos instalativos que culminam na montagem apresentada na Galeria Ibeu.

"A experiência de viajar e a necessidade de conhecer as regiões visitadas para poder realizar plenamente meus projetos modificaram em muito minha relação com o espaço expositivo, até mesmo com o Rio de Janeiro. Me sinto nômade e acho que isto reposiciona meu olhar em relação ao que fiz anteriormente, estando fixo. Consigo ver com estranheza aquilo que me é familiar.", declara o artista, em entrevista com o curador.

Uma primeira montagem de As legendas não descrevem o lugar onde termina o horizonte dos seus olhos foi realizada nas instalações do Centro Cultural Brasil – Bolívia, na cidade de La Paz – Bolívia. E fez parte da 7ª Bienal Internacional de Arte da Bolívia, 2011. O projeto conta com o apoio do Ministério da Cultura através do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural.


As legendas não descrevem o lugar onde termina o horizonte dos seus olhos
Individual de Jimson Vilela (artista selecionado pelo Programa de Exposições Galeria Ibeu 2012) 
Curadoria: Ivair Reinaldim
Abertura: Terça-feira, 15/01, às 19h
Exposição: 16/01 a 8/02, de segunda a sexta, de 13h às 19h